Limpa Piscinas

Cachorro e Piscina: Tudo o que Você Precisa Saber, Cachorro na Piscina Pode?

Cachorro e Piscina: Tudo o que Você Precisa Saber

Compartilhe

Muitos cachorros adoram nadar, especialmente no calor do verão. Se você tem uma piscina, provavelmente já deve ter pensado em deixar seu cão amante de água nadar nela. Permitir que seu pet nade na piscina não é uma ideia totalmente ruim, porém é necessário tomar alguns cuidados tanto com o animal quanto com a piscina.

Mas será que posso deixar meu cachorro nadar? A água da piscina faz mal para os cães? Para responder essa e muitas outras dúvidas sobre o assunto fizemos um guias básico com tudo que você precisa saber sobre cachorro X piscina.

Leia também: Erros Comuns com A Limpeza da Piscina

Posso Deixar Meu Cachorro Nadar na Piscina?

Cabe a você e sua família decidir se deixam ou não se o seu cão deve entrar na piscina. Os maiores fatores a serem considerados são segurança e manutenção. Os cães devem sempre ser supervisionados ao nadar assim como as crianças, independente do tamanho da piscina.

Nem todos os cachorros são bons nadadores, então você deve ir devagar e se adaptar ao seu cão. Além disso, a presença do seu cão na piscina mudará a maneira como você precisa mantê-lo. Levará mais tempo e trabalho para garantir que os níveis químicos de sua piscina sejam adequados e que seu sistema de filtragem esteja em boas condições de funcionamento.

A Água da Piscina É Segura para Cachorros?

Uma piscina com manutenção adequada geralmente é segura para os cachorros nadarem. A água da piscina, seja cloro ou salgada, não é considerada prejudicial na maioria das circunstâncias. No entanto, existem algumas coisas a serem lembradas.

Todo mundo que nada ingere um pouco de água. Tipos e animais tendem a engolir mais do que humanos adultos. Os cães simplesmente não sabem nada melhor e podem beber ativamente a água da piscina. Isso deve ser evitado. Beber água da piscina pode causar distúrbios no trato gastrointestinal, causando náuseas,  vômitos e danos esofágicos. Em casos raros, beber quantidades excessivas de água da piscina pode causar uma condição perigosa chamada intoxicação por água. Isso causa um grande desequilíbrio nos eletrólitos do corpo, levando a danos cerebrais graves e possivelmente irreversíveis.

Os produtos químicos da piscina podem causar irritação e ressecamento da pele em humanos e animais, especialmente se eles nadam com frequência. Certifique-se de enxaguar o pelo do seu cão após nadar e verificar regularmente se há vermelhidão, descamação ou outros problemas na pele. Contate seu veterinário se a pele parecer anormal.

Como os Cachorros Podem Afetar a Manutenção da Piscina

Muitos especialistas em piscinas dizem que um cão em uma piscina é equivalente a três humanos com relação aos dejetos despejados na água. Isso significa que a quantidade de detritos que seu cão traz para a piscina é muito maior do que os humanos.

Os cães, é claro, têm muito mais “cabelo” do que as pessoas. Qualquer pelo solto ou morto na pelagem do seu cachorro vai acabar na água da piscina, afetando o sistema de filtragem e o equilíbrio químico. A pelagem do pet também tende a ter muitos detritos como sujeira, pólen e até mesmo matéria fecal que entra na água da piscina quando eles nadam. Parasitas e germes também podem contaminar a água da piscina e afetar humanos e outros animais que entram na piscina.

Os cães também têm unhas fortes que podem facilmente rasgar o forro da piscina, caso ela seja de vinil ou fibra de vidro, então é melhor redobrar os cuidados em piscinas com esse tipo de revestimento. As unhas também podem ser perigosas para outros nadadores, devido à maneira como os cães usam as patas para remar na água. Além disso, suas unhas podem facilmente danificar brinquedos e equipamentos de piscina.

Você pode reduzir os efeitos negativos que seu cão tem na piscina mantendo-o limpo e bem cuidado . Apare as unhas do seu cachorro regularmente. Dê banho em seu cão regularmente e escove bem o pelo, especialmente se ele derramar muito. Antes de deixar seu cão entrar na piscina, escove bem o pelo e enxágue com água. Isso vai cortar um dos detritos que ele traz para a piscina.

Lembre-se de manter sua piscina limpa  e  manter o equipamento da piscina para mantê-la segura para todos os nadadores. Monitore de perto  o equilíbrio químico para que a água da piscina seja tratada adequadamente.

Dicas de Segurança para Cachorros na Piscina 

Como foi falado anteriormente nem todos os cães são bons nadadores, por isso é importante entender as habilidades do seu cão antes de permitir que ele nade. Se você já sabe que seu cão é um nadador forte, não há problema em deixá-lo pular e se divertir, mas nunca o deixe sem supervisão.

Se o seu cão é novo na natação, gradualmente apresente-o à água. Nunca o force a entrar na piscina; em vez disso, deixe-o explorar por conta própria. Considere comprar um colete salva-vidas até saber que ele se sente confortável para nadar. Passe algum tempo na piscina ajudando-o a ficar seguro e confortável, mas tome cuidado com as unhas afiadas que podem arranhar você facilmente.

Nem todos os cães se sentem confortáveis ​​pulando em uma piscina ou subindo degraus para sair. Certifique-se de ajudar seu cão, especialmente se sua piscina tiver apenas degraus e escadas. Atualmente existem rampas especiais para cachorros nadarem na piscina. Elas facilitam o acesso e saída para seu cão nadar com mais segurança.

Além de todas nossas dicas e recomendações anteriores, também recomendamos fortemente que contrate uma empresa de manutenção e limpeza de piscina, somente eles são capazes de deixar sua piscina limpa e segura para toda a família poder usar em todas as estações do ano.

Compartilhe
Enviar Mensagem
Estamos Online!